FaceBook
Whats App(11) 9.8797-1072

Tarot Etimológico: Mandala de dialética da polaridade:

Tarot Etimológico: (Do grego "etymos", verdade, e "logos", palavra).

O desenvolvimento deste modelo de consulta de Tarot está pautado na abordagem de Tarot Iniciático ou seja, com o propósito de proporcionar alicerce consciencial ao consulente, lido na visão do formato de arquétipos de Oswaldo Wirth com o baralho Oswald Wirth Tarot Deck.

O uso apropriado do Tarot consiste em interpretar referências arquetipais intuindo valores místicos e divinos para uso evolutivo do próprio dono do baralho.

Entretanto, tem sido utilizado para atendimento de consulentes que buscam premonições e adivinhações que a despeito de serem efetivos ou não, nada significam, já que, neste caso, qualquer mudança de rumo entre a consulta e o evento pode altera-lo.

Por outro lado, da mesma maneira que este oráculo pode ser utilizado para o autoconhecimento, nas mãos de um tarólogo responsável e esclarecido, pode ser usado também para uma leitura desta mesma natureza à um consulente que diante dos esclarecimentos e percepções derivadas das leituras poderá entender os princípios, razões, causas e efeitos que estão em dinâmica na sua experiência existencial.

Esta abordagem permite ao consulente chegar a suas próprias conclusões acerca dos eventos ou da falta deles em sua vida e corrigir seus próprios paradigmas a fim de atingir suas metas e propósitos, realizando primeiro em si mesmo as perspectivas que quer ver realizadas em sua vida, ou seja, em sua manifestação.

Para este fim e exclusivamente com este propósito foi desenvolvido um conjunto de mandalas (forma de distribuição das cartas) que são lidas a partir do baralho de Oswald Wirth já que este Tarot traz expresso em sua forma arquetipal o mais alto grau de consciência já atingido por nossa civilização e por esta razão, é o que melhor se presta à um trabalho de consciência atual.

São cinco Mandalas que até agora foram intuídas.

Mandala de dialética da polaridade:

Nascemos com um conjunto de potenciais que sempre derivam de uma tônica e que pode ser expresso por um arcano.

Estes potenciais vão nos pressionar ao longo da vida para que sejam desenvolvidos e realizados.

Na medida em que vivemos vamos caminhando no sentido positivo ou negativo destas realizações, assim, podemos usar o Tarot para saber qual é a tônica que gera nossos potenciais e como eles se desenrolam se forem desenvolvidos ou ignorados (positivo ou negativo).

Muito significativa, esta Mandala estabelece o desenrolar dos potenciais natos do consulente desde a sua tônica potencial primordial até sua tônica potencial final, que será projetada a partir dos desdobramentos de polaridades expondo seus maiores desafios e suas armas mais adequadas para enfrenta-los.

 

Compartilhe FaceBook Twitter

Tenho Interesse



()


Comp.

/

FaceBook
Whats App(11) 9.8797-1072
https://www.peresfigueiredo.adv.br